Fachada do Miami International Hostel
Hospedagem,  Miami

Ficar em Hostel nos Estados Unidos: minha experiência em Miami

Os hostels são muito famosos e tradicionais na Europa, por serem uma forma barata de acomodação que ainda lhe permite conhecer viajantes de vários lugares. Eu me hospedei em vários hostels em diversos países europeus e sempre tive boas experiências. Escrevi sobre as diversas vantagens dos hostels aqui.

Nos Estados Unidos, contudo, este tipo de acomodação não é tão tradicional, sendo inclusive difícil de encontrar hostels em algumas cidades bastante turísticas, como Orlando por exemplo. Eu me questionava se seria legal ficar em hostel nos Estados Unidos, em razão dessa falta de tradição. Me preocupava também com a questão de segurança. Por isso, sempre preferi ficar em hotéis. 

Hostel em Miami: minha experiência

Em minha nona viagem a Miami resolvi experimentar me hospedar no hostel Miami Beach International Hostel e a experiência foi ÓTIMA! Saí de lá com uma ótima impressão e cheia de vontade de voltar. 

A localização não poderia ser melhor. Fica no coração de South Beach, na Collins Av, entre a 10th e a 11th street, a duas quadras da praia e da badalada Ocean Drive. 

Um dos aspectos que mais me impressionou foi a organização do hostel, que era muito boa. Havia uma série de regras que eram observadas a risca, fazendo com que tudo funcionasse muito bem. 

Optei por um quarto feminino com 8 camas. Conheci pessoas da irlanda, da inglaterra, da austrália, da argentina, da holanda e da polônia, o que foi bem legal, principalmente por eu estar viajando sozinha. 

Meu quarto no Miami International Hostel

As instalações eram bastante simples, porém limpas e confortáveis. Um ponto super positivo é a existência de lockers individuais bastante grandes, com um cofre dentro. Deu para guardar tudo, inclusive minha mala, que era enorme. Me senti muito segura. 

Locker de hostel com mala de mão, cofre e mala grande
Meu locker

O hostel conta com uma área de convivência ampla, com cozinha equipada, o que permitiu que eu preparasse minhas refeições. Isso me ajudou a manter a dieta mesmo estando na terra do fast food. Além disso, há um charmoso bar/restaurante no primeiro andar do estabelecimento. 

Área comum do hostel, composta por sala de estar e cozinha equipada

Como cortesia, o hostel empresta esteiras de praia e guarda-sol, o que é muito útil, tendo em vista que o aluguel de um guarda-sol na beira da praia custa 20 doláres. Por fim, vale mencionar que a equipe do hostel organiza passeios, idas a casas noturnas e rodadas de drinks, o que facilita a interação entre os hóspedes. 

Fiquei muito satisfeita com minha estadia, recomendo e com certeza repetirei mais vezes.

E você já se hospedou em hostel nos estados unidos? Como foi a experiência?

Advogada gaúcha apaixonada por viajar e conhecer novas culturas. Criei o blog para compartilhar dicas e experiências, de modo a inspirar novas viagens!

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *